Conselho da Cidade discute temas para ‘Plano Diretor’ em Fernandópolis

Audiência Pública para discutir as temáticas acontece dia 30 de Novembro

Conselho da Cidade discute temas para ‘Plano Diretor’ em Fernandópolis

Na tarde desta terça-feira, 05, aconteceu no campus Fernandópolis da Universidade Brasil, uma importante reunião de trabalho envolvendo membros do Conselho da Cidade e a Coordenação do Núcleo de Alunos de Mestrado da instituição. O objetivo da reunião foi definir os temas centrais que serão discutidos na audiência pública que esta marcada para acontece no próximo dia 30 de novembro, na escola municipal Coronel Francisco Arnaldo da Silva.

Também participaram da reunião diretamente 12 secretarias municipais sendo elas: Planejamento, Assistência Social, Obras, Comunicação, Desenvolvimento, Gestão, Educação, Saúde, Esporte, Agricultura, Fazenda, Meio Ambiente, e ainda, a Procuradoria-Geral do Município. Grupos foram montados e os temas foram sendo discutidos durante todo o período da tarde.

Para o secretário municipal de Planejamento Marcelo Nossa, a Audiência Pública marcada para o final deste mês, é de extrema importância, pois nela serão debatidos os assuntos diretamente ligados ao desenvolvimento urbano e de políticas públicas do município.

Entre os temas que estarão sendo apresentados e discutidos estão: Sistema Viário (vias públicas); Transporte; Trânsito; Habitação; Infraestrutura; Distrito de Brasitânia (educação, água, esgoto, renda), e ainda, as políticas públicas de: Cultura; Esporte e Lazer; Assistência Social; Segurança Pública; Educação; Saúde; Desenvolvimento Econômico; Orçamento Econômico (serviço, Indústria, Comércio, Agropecuária, Turismo), entre outros.

 O ‘Plano Diretor’ é formado por um conjunto de regras que visa orientar os gestores públicos no sentido de estabelecer ordem na ocupação do espaço, seja urbano ou rural. O ‘Plano’ determina parâmetros no sentido de tornar a cidade mais acessível e que exista ordem na formação de ocupações, construção civil, exploração pública de espaços, questões ambientais entre outros pontos fundamentais para o desenvolvimento do município.